O Artista Sensível.

– Eu passei para te dar um oi.

– Oi.

Silêncio.

– Por que passou para dar um oi?

– Porque estava aqui do lado.

– Hm.

– Você está diferente.

– Por que sumiu?

– Não sei.

– Você nunca sabe de nada, não é mesmo?

– Na verdade eu sei: não quero viver.

– Quer se matar?

– Também.

– Eu também penso, mas tenho medo.

– Do quê?

– Do futuro.

– Eu não, eu vou morrer de qualquer jeito.

– Por que pensa assim?

– Porque tenho medo da vida.

– Misantropo você?

– Não.

– Sociopata?

– Acho que não.

– Então qual é seu problema?

– Nada me afeta.

 

não baseado em fatos

(ir)reais